Sophia Chablau e Uma Enorme Perda De Tempo

by Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo

supported by
Jay Gray
Jay Gray thumbnail
Jay Gray This album is absolutely beautiful and super fun. Hello is a wonderful insight into Brazilian culture and Chablau's perception of the US - which is very reminiscent of my own. Please keep making fantastic lovely music! Favorite track: Hello.
Rasmus Sylvester Bryder
Rasmus Sylvester Bryder thumbnail
Rasmus Sylvester Bryder This Ana Frango Elétrico-produced gem is such a delightful surprise. Not many albums are so consistently good (and this is an ALBUM, not just a collection of songs), with such a diverse musical palette, ranging from melancholy post-punkish dirges to jittery dance-pop. And all this in less than 23 minutes? HIGHLY recommended. Favorite track: Fora do Meu Quarto.
APMK
APMK thumbnail
APMK In my effort to discover rock sung in other language (than english), I was delighted to encounter this band. Now part of my collection.
tuhlaajapoika
tuhlaajapoika thumbnail
tuhlaajapoika I don't understand a word of Portuguese but I kept listening the first song when it was recommended by Bandcamp. Melodies, variance and the changing atmosphere between songs made me buy the record. Happy to have it in my collection!
/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      $7 USD  or more

     

1.
o tempo que eu perdi anotando o ritmo do pisca alerta tentando decifrar quantas vezes o semáforo pisca até fechar a quantidade de metros que faz uma roda ser gigante e o índice de morte nas banheiras do Japão meio amor já basta pra acabar com a relação sofá é tão lo-fi e as brigas dos casais que se unem só pra discutir me deixam refletindo se nós somos grandes interruptores de luz se sou mais ravi shankar ou jesus procurando a acidez de fulano você sentiu (atenção) eu não disse nada demais água de beber de mar de mãe de benção luxo só pura sopa
2.
Se Você 02:18
se você entendesse o que eu digo o que eu choro meu amor, o que eu grito se você entendesse o que eu sou eu tenho certeza cê não ia ficar comigo mas como você não vê ou finge que não vê meu jeito visceral, tão impulsivo nada fica claro tudo fica subentendido
3.
fora do meu quarto você está em qualquer lugar do mundo longe do meu peito qualquer canto pode ser melhor cada um tem sua maneira de fingir e estar bem longe perto longe perto dentro quero você dentro de mim assim
4.
(assobios) se eu fiz pra você uma não-canção eu não podia
5.
Deus Lindo 02:43
diz o que há atrás de Deus lindo gospel cospe em mim diz o que há atrás de Deus lindo sexy penetração
6.
Hello 02:07
hello i'm freaking out I just can't speak portuguese I think is a thing of my subconsciente perhaps I don't wanna that you understand me I dont wanna to speak another language portuguese is a very pretty língua but I think my tongue is like a criatura she make sounds that I can't entender I never eat tender in carnaval I don't know why Elvis canta love me tender If is a comida de christmas I love brazilian sotaque I love my jeito de be I hate imperialism trump sausages ghosts and the industrial of united states but sometimes eu gosto também hello
7.
debaixo do pano dentro da saia o tempo não passa e não quer passar o pano que cobre - a gente se olha e finge não sacar que abaixo do céu tudo é chão e acima do chão tudo já pode ser parte do universo repeteco remember coisas do tipo não vale insistir no que tá muito mais alto do que o cristo redentor atrás do trio elétrico no farol frango assado pelas estradas dessa situação quando todos os semáforos estão verdes e o largo da batata grita em comoção debaixo do pano dentro da saia o tempo não passa e não quer passar o pano que cobre - a gente se olha e finge não sacar que abaixo do céu tudo é chão e acima do chão tudo já pode ser parte do universo repeteco remember coisas do tipo não vale insistir no que tá muito mais alto do que o circo voador atrás do trio elétrico no farol frango assado pelas estradas dessa situação quando todos os semáforos estão verdes e o largo da batata grita em comoção o jeito que a gente se cabe esmaga a gente mesmo como se vivêssemos numa caixinha de fósforo que pode ser muito bom pode ser muito gosto mas faz tão mal para os meus ossos
8.
moças e as aeromoças garotas garotas de programa de tv moças e as aeromoças garotas garotas de programa de tv o importante é reconhecer o belo e ousar expressá-lo inserindo uma ordem efêmera em todo universo que cabe na palavra talvez o importante é reconhecer o belo e ousar expressá-lo nas moças e as aeromoças garotas garotas de programa de tv
9.
o cheiro do carro o motor vibrando delícia luxúria me resta o pecado se você não quer também não posso fazer nada por nós você me deforma como qualquer som que invade os meus ouvidos ou pulsa no cerne de cada ser um tema inaudível o cheiro do carro o motor vibrando delícia luxúria me resta o pecado se você não quer também não posso fazer nada por nós mas se quer e não há nada que contenha que segure esse tesão minha vertigem, minha mágoa minha desculpa, meu resto de drão desculpa

about

Após single “Idas e Vindas do Amor” (2019), que integrou o filme “Acqua Movie” de Lírio Ferreira, a banda paulistana Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo se prepara para lançar disco de estréia produzido pela artista carioca Ana Frango Elétrico e apresentado pelo SELO RISCO.

Gravado em outubro de 2019 no Estúdio Canoa por Gui Jesus Toledo, o disco homônimo reúne 9 faixas autorais inéditas que transitam entre as harmonias e ruídos de uma guitarra elétrica combinada ao som de um baixo incisivo e uma bateria precisa confrontando e se conciliando sempre com o furor e a fragilidade da voz.

Um disco que transcende o rock, o underground, a imundície e a delicadeza passando sempre por um filtro mordaz, que vem tanto da produção enérgica de Ana Frango Eléterico, quanto da nítida vivacidade de seus integrantes Sophia Chablau (voz/guitarra), Téo Serson (baixo), Theo Ceccato (bateria) e Vicente Tassara (guitarra/teclados).

A conexão interestadual entre Ana Frango elétrico e Sophia Chablau também celebra uma nova leva de jovens mulheres compositoras, produtoras musicais e musicistas que vêm somando à cena importante. Uma das participações marcantes do disco é de Lucinha Turnbull, conhecida por ser a primeira mulher guitarrista do Brasil. Além dela, o disco também tem participação de Fabio Tagliaferri (viola-de-arco), João Barisbe (sax) e Arthur Merlino (contrabaixo).

Visualmente, a capa vermelha foi o caminho que a designer Maria Cau Levy elegeu para demonstrar a intensidade do disco e suas resoluções caóticas, além da nítida referência à crueza da poesia e ardor de suas dissonâncias. A foto, por sua vez, é de Biel Basile.

-//-

After releasing their first single “Idas e Vindas do Amor” (2019), featured in the soundtrack to Lírio Ferreira’s “Aqua Movie”, the band Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo, hailing from São Paulo, Brazil, is set to release their debut record, produced by Ana Frango Elétrico and presented by the label SELO RISCO.

Recorded in October 2019, at Estúdio Canoa by engineer Gui Jesus Toledo, the self-titled record puts forth nine original and previously unreleased tracks that walk the line between the harmonies and noises of the electric guitar, joined by a razor-sharp bass sound and hard-hitting, precise drums, continuously struggling and reconciling with the feverish excitement and frailty of the vocals.

A record that transcends rock and the underground, grime and gracefulness, moving through a biting filter brought about by Ana Frango Elétrico’s energetic production style, as much as by the striking vitality of the band’s four members, Sophia Chablau (vocals/guitar), Téo Serson (bass), Theo Ceccato (drums), and Vicente Tassara (guitar/keyboards).

The Rio-São Paulo connection between Ana Frango Elétrico and Sophia Chablau also celebrates this new wave of young women composers, music producers, and musicians that are joining the independent brazilian scene. As indeed, one of the most noteworthy guest features of the record is that of Lucinha Turnbull, known for having been the first woman guitarist of Brazil. The record also features other guest musicians, namely Fabio Tagliaferri (viola), João Barisbe (saxophone), and Arthur Merlino (acoustic bass).

On the visual side, the bright red album cover was the path that designer Maria Cau Levy elected to represent the intensity of the record and its chaotic resolutions, besides being a manifest allusion to the rawness of the lyrics and the fervour of its dissonances. The cover photo was shot by Biel Basile.

credits

released April 8, 2021

1 pop cabecinha
vozes: sophia chablau
baixo: téo serson
bateria: theo ceccato
guitarras: vicente tassara
autoria: sophia chablau

2 se você
voz: sophia chablau
baixo: téo serson
bateria: theo ceccato
guitarras: vicente tassara
viola-de-arco: fábio tagliaferri
contrabaixo: arthur merlino
autoria: sophia chablau

3 fora do meu quarto
vozes: sophia chablau
baixo: téo serson
bateria: theo ceccato
guitarras: vicente tassara
piano: vicente tassara
viola-de-arco: fabio tagliaferri
contrabaixo: arthur merlino
autoria: sophia chablau e téo serson

4 se eu fiz pra você uma não-canção eu não podia
violão e voz: téo serson
assobios: sophia chablau, theo ceccato e vicente tassara
autoria: téo serson

5 deus lindo
voz principal e guitarras: theo ceccato
baixo: téo serson
bateria: vicente tassara
'penetração': sophia chablau
autoria: sophia chablau, theo ceccato e vicente tassara

6 hello
guitarra e voz principal: sophia chablau
coro: ana frango elétrico, sophia chablau e vicente tassara
autoria: sophia chablau

7 debaixo do pano
voz: sophia chablau
baixo: téo serson
bateria e percussão: theo ceccato
guitarras: vicente tassara
piano: vicente tassara
saxofones (barítono, tenor e soprano): joão barisbe
"tudo já pode ser": gui jesus toledo, sophia chablau, téo serson, theo ceccato
arranjos de saxofone: joão barisbe e vicente tassara
autoria: sophia chablau

8 moças e aeromoças
vozes: sophia chablau
baixo: téo serson
bateria: theo ceccato
guitarras: sophia chablau e vicente tassara
rhodes/órgão: vicente tassara
guitarra semi-acústica e solo: lucinha turnbull
autoria: sophia chablau

9 delícia/luxúria
vozes e guitarra: sophia chablau
baixo: téo serson
bateria: theo ceccato
teclado: vicente tassara
saxofones: joão barisbe
arranjo de sopro: joão barisbe e vicente tassara
autoria: sophia chablau

produção musical: ana frango elétrico
arranjos: sophia chablau e uma enorme perda de tempo
engenheiro de som: gui jesus toledo
assistente do estúdio: thales castanheira
produção executiva: francesca ribeiro
arte: maria cau levy
foto capa: biel basile

gravado no estúdio canoa em outubro de 2019
*exceto rhodes “moças e aeromoças” gravado no estúdio carolina rj pelo engenheiro de som Gus Levy

GRAVAÇÃO ESPECIAL
Ana Frango Elétrico, Gui Jesus Toledo, Thales Castanheira

MÚSICOS DA GRAVAÇÃO
Arthur Merlino, Fabio Tagliaferri, João Barisbe e Lucinha Turnbull

APOIO ESPECIAL
Santiago Perlingeiro, Alexandre Matias, Antonio Pinto, Francesca Ribeiro, Jeanne de Castro, Tuca Monteiro

NOSSAS APOIADORAS E AMORES
Alice Rocha, Julia Maurano, Antonio Pedrosa e Julia Murachovsky

FOTOS, DESIGN, ARTES, VÍDEOS
Maria Cau Levy, Biel Basile, Maria Basile, Helena Ramos, Luiz Carvalho Martins, Zoé Passos,

EMPRESTADORES DE EQUIPAMENTO
Gilberto Walther, Gustavo Caracuel, Gabriel Sonoda

PARCEIROS DOS SHOWS
Benjamin Sallum, Bica Tocalino, Chico Bernardes, 777Letricia, Ian Uiviedo, Pedro Pastoriz, Laura Lavieri, Antonio Neves, Nicholas Tafla Rabinovitch (técnico), Sebastião Reis, Teodoro Reis, João Werneck

RIO DE JANEIRO
Ernestina Romana e a todos os habitantes da Baronesa de Poconé que conviveram com a gente nas nossas deliciosas viagens ao RJ

FILME ACQUA MOVIE
Lírio Ferreira, Chica Mendonça

CLIPE
Marina Letizia, Eduardo Tkacz, Germano Martins, Igor Yamawaki, Theo Doré.

ENSAIOS
Breno Serson, Renata Puliti

APOIO FANTÁSTICO DA NOSSA FAMÍLIA
Daniela Thomas, Felipe Tassara, Ilana Levin e Marcello Tassara

SELO RISCO

A QUEM TAMBÉM NOS UNIU
Lali Izuno e Rubi Amar

AOS PROGRAMAS
Sala de Estar e Barkino Radio

À TODAS AS BANDAS QUE DIVIDIRAM NOITE CONOSCO E ÀS CASAS DE SHOW INDEPENDENTES QUE SEMPRE NOS RECEBERAM, AGRADECEMOS CARINHOSAMENTE À AAPARELHO RJ, SEM SUA DISPOSIÇÃO E COMPROMISSO COM A CENA UNDERGROUND NADA DISSO TERIA ACONTECIDO.

A COISAS QUE AS VEZES NEM SABEM QUE NOS UNIRAM
Moacyr Novaes, My Bloody Valentine, “Muito” do Caetano Veloso, Negroleo, maconha, Sétimas Maiores nos acordes maiores e ao falecido produtor Miranda que disse pra gente num filme lançar esse disco pelo selo risco

license

all rights reserved

tags

about

Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo São Paulo, Brazil

Banda paulistana de rock independente, formada em 2019
//
Brazilian rock band from São Paulo, formed in 2019
//
Sophia Chablau
Theo Ceccato
Téo Serson
Vicente Tassara

contact / help

Contact Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo

Streaming and
Download help

Redeem code

Report this album or account

If you like Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo, you may also like: